Problemas comuns no telhado

Problemas no telhado são comuns, especialmente quando não se faz uma manutenção periódica da estrutura. E quais seriam os mais recorrentes? Aqui, apresentamos os casos mais incidentes, suas possíveis causas e como proceder para acertar em reformas no telhado.

Telhas quebradas

Este é o caso mais comum de problemas no telhado. O vento forte pode provocá-lo, o impacto da chuva ou o peso de uma pessoa ou animal. A única opção de conserto é a troca de telhas, garantindo que a estrutura permaneça completa e intacta.

Infiltrações

O acúmulo de água na estrutura do telhado é extremamente perigoso, podendo provocar desde goteiras até o desabamento. Os telhados com goteiras são comuns em casos de telhas quebradas e deslocadas, calhas entupidas ou instalação hidráulica danificada.

Para corrigir a infiltração, recomenda-se contratar um profissional para identificar a causa exata do problema, corrigi-la e analisar se a estrutura do telhado precisa de reformas para manter sua integridade e minimizar o risco de queda.

Telhas desgastadas

Embora a telha seja um material resistente, ela é suscetível a danos, tanto que fica porosa, ressecada e com fissuras com o passar dos anos. O perigo é que muitos nem ao menos notam esses problemas quando eles estão no início, somente quando já atingiram um quadro mais avançado.

Em situações assim, faz-se necessária a troca das telhas quebradas e desgastadas, para eliminar a possibilidade de infiltração ou de entrada de animais na estrutura interna do telhado.

Como evitar problemas no telhado

Quer evitar esses problemas no seu telhado? O segredo está em fazer manutenções e vistorias periódicas na estrutura, o que permitirá corrigir pequenos desvios antes que se tornem uma grande dor de cabeça.

Além disso, essas manutenções e vistorias também permitem economizar, já que realizar pequenos consertos é muito mais barato do que reformar todo o telhado.

Qual sofá ideal para sua casa: sofá retrátil, reclinável ou de canto

Comprar sofá para sala não é tarefa fácil, afinal, há vários modelos disponíveis no mercado, como o retrátil, reclinável e de canto, o que sempre gera a dúvida de qual seria a melhor opção para sua casa.

Para lhe ajudar nessa escolha, indicamos quando cada modelo é recomendado. Confira e saiba como identificar o sofá perfeito para a sua sala de estar!

Sofá retrátil

O sofá retrátil é expansível, ou seja, seu assento pode ser ampliado. Por isso, é a alternativa ideal para quem não abre mão do máximo conforto e gosta de deitar-se no sofá, seja para descansar ou assistir a programas de televisão.

Se sua sala for pequena, o sofá retrátil é o melhor investimento, porque é mais versátil, podendo ser ampliado para ter mais conforto ou recolhido quando não estiver em uso, de modo a liberar área útil para circulação.

Sofá reclinável

Trata-se de um modelo que tem assento retrátil e encosto reclinável, permitindo ficar com as pernas esticadas e costas inclinadas. O foco desse modelo é o conforto, portanto, é uma excelente alternativa para quem deseja um sofá agradável ao máximo.

No entanto, é importante prestar atenção a um detalhe: o sofá reclinável é maior, principalmente quando está expandido. Portanto, ocupa mais espaço. Se investir nessa opção, meça sua sala e compare essa informação com o tamanho do móvel, para saber se o sofá cabe no local.

Sofá de canto

O sofá de canto é um dos melhores investimentos para salas pequenas, uma vez que permite aproveitar o espaço disponível sem desprezar ou inutilizar o canto, como acontece na maioria das decorações.

Existe uma grande variedade de sofás de canto, desde os tradicionais até os modelos retráteis, o que permite encontrar com facilidade uma opção ideal para seu projeto decorativo, tudo isso sem deixar o conforto de lado.

Como escolher cortina para a sala?

A cortina para sala é um acessório que faz a diferença na decoração, tornando-a mais charmosa e aconchegante. Além disso, melhora a acústica do cômodo e ajuda a cortar o excesso de luz natural, aumentando a sensação de conforto.

Pensando em comprar cortina para sala, mas não sabe como escolher o modelo perfeito? Então, confira dicas para acertar na aquisição e garantir uma cortina incrível para o cômodo e sua decoração!

cortina para sala

Escolha de acordo com a finalidade da cortina

Como a cortina pode desempenhar diferentes funções, é importante considerar para qual finalidade deseja utilizar o acessório. Se for para cortar a luz externa, a cortina blecaute é a mais recomendada.

Caso queira uma para reduzir a entrada de ruídos externos na sala, prefira cortinas com tecido mais grosso. Agora, se a finalidade for meramente decorativa, não existem restrições, é possível utilizar qualquer modelo que tenha a ver com seu gosto.

 

Considere a cor da cortina

Escolher a cor do acessório corretamente é importante para criar um resultado visual harmonioso. Se tiver medo de errar, opte por uma cortina em uma cor neutra, como o branco, bege e cinza, que combina facilmente com o restante da decoração.

Caso prefira uma cortina colorida e vibrante, uma dica que ajuda a não errar é escolher um modelo que tenha cores semelhantes às que já são utilizadas na decoração da sala.

 

Atente-se ao tamanho da cortina

Prefira cortinas grandes, que vão do teto até o piso, porque elas dão uma impressão visual de que o pé direito é alongado e maior, o que deixa a decoração mais sofisticada.

Antes de fechar a compra da cortina de sala, meça a parede em que pretende instalá-la e considere esses números no momento da aquisição, para garantir o investimento em um modelo que caiba perfeitamente no espaço.

Dicas para deixar o seu celular mais seguro

Todos nós estamos preocupados –ou deveria preocupar– da segurança do nosso smartphone. Ao fim e ao cabo, os ‘smartphones’ não deixam de ser computadores em miniatura ligadas constantemente a Internet em que nós instalamos apps, faça o download de arquivos de e para os que administramos quase toda a nossa vida ‘online’. Devemos cuidar de nossa segurança e privacidade, e para isso é imprescindível seguir uma série de diretrizes que devemos sempre levar pela bandeira.

Neste artigo, oferecemos cinco dicas que irão ajudá-lo a estar mais seguro quando utiliza o seu smartphone. Poderiam resumir, como tudo o que tem que ver com a segurança e privacidade, em duas palavras: bom senso. Você está pronto?

Não faça o download de aplicativos de fora do Google Play

O primeiro conselho, e o mais óbvio, é que não faça o download APKs de fontes desconhecidas. Google Play conta com uma série de filtros que analisam todas as apps que são enviados para a loja para garantir que são seguros e não acarreta nenhum risco para os usuários. É verdade que não é um sistema perfeito, mas é muito mais confiável do que baixar um arquivo de um site que você encontrar pelo Google.

Instalar um arquivo APK no seu smartphone de um site de terceiros é um salto de fé. Pode sair bem ou pode sair fatal. Você corre o risco de infectarte com malware, adware ou até mesmo com um mineiro de criptomonedas. Isso não quer dizer que você tenha que ter fé cega no Google Play. Revise sempre o desenvolvedor e opiniões de outros usuários. Perante a dúvida, cuidado. Além disso, é sempre ter já cadastrado o seu Google Find My Device para conseguir localizá-lo em caso de perda ou roubo.

Verifique as permissões de aplicativos

Realmente um aplicativo de lanterna ou câmera tem que ter acesso aos seus contatos, ou a sua localização? Possivelmente não. Se um aplicativo solicitar mais permissões da conta, desconfie e não concedas. Se já o tiver feito, tranquilo, porque se pode excluir.

Para isso basta ir a Definições > Aplicações, pesquisar a aplicação em questão e, na seção “Permissões”, desmarcar os que você não quer que tenha. Na foto você pode ver como é o menu para os ajustes de um BQ Aquaris V.

Um aplicativo de câmera é normal que solicite o acesso à câmera e ao microfone, mas não necessariamente a sua localização, e muito menos em suas mensagens. Lembre-se que “Aceitar tudo” não é seguro. Leia com atenção e, diante da dúvida, pergunta.

Evite conectar-se a redes wi-fi públicas

Estamos de acordo em que se conectar ao wi-fi público de uma estação de metro ou de um aeroporto é mais interessante do que gastar dados de nossa tarifa, mas essas redes não são seguras. Essas conexões não costumam estar criptografadas, e qualquer pessoa com alguns conhecimentos básicos de rede, você pode capturar todo o tráfego que circule por elas e ver o que está fazendo. Há apps que permitem fazê-lo a partir do próprio smartphone, de fato.

É melhor gastar megas e dados que expor a sua privacidade de qualquer pessoa com más intenções. As melhores ligações WiFi são as que você conhece, com certeza, como as de sua casa ou nas casas de seus amigos e conhecidos. Não deixe nada ao acaso!

Como usar o Google Find My Device para encontrar um celular perdido

Não importa o quão cauteloso você é com seus dispositivos eletrônicos, há uma boa chance de que você tenha suportado a terrível experiência de perder um smartphone. Quer ocorra depois de uma noite barulhenta com amigos, ou tenha tido a azarada experiência de encontrar um carteirista habilidoso, é sempre uma chatice chegar ao seu amigo digital só para aparecer vazio. Mas felizmente a Google pode te ajudar a localizar android perdido e não só mais com um site, mas aplicativo independente.

Como encontrar o seu celular perdido com o Google Find My Device

 

O Google’s Find My Device app é um must-have para usuários Android e um de nossos aplicativos favoritos Android. Se adicionou uma Conta Google ao seu dispositivo Android, então descubra que o meu dispositivo está automaticamente ligado.

Você pode verificar através da Configuração > Segurança & Bloqueio do ecrã > administradores de dispositivos, ou configuração > bloqueio do ecrã e Segurança > outras configurações de segurança > Administradores de dispositivos numa galáxia Samsung, onde deve haver um carrapato ao lado para encontrar o meu dispositivo.

O aplicativo torna simples localizar o seu dispositivo perdido, tudo que você tem que fazer para começar é baixá-lo a partir da Play Store.

Depois de instalar o aplicativo, ele lhe pedirá para fazer login, e para se certificar de que a localização está ligada.

Você deve dar uma olhada na configuração > localização, ou configuração > conexões > localização em uma galáxia Samsung, e certifique-se de que está definido para alta precisão para os melhores resultados. Uma vez que o aplicativo está instalado e em execução, você pode localizar o seu dispositivo, desde que ele esteja ligado e conectado a dados Wi-Fi ou móveis.

Para localizar o seu dispositivo, vá para android.com/find em qualquer navegador, seja no seu computador ou em outro smartphone. Se estiver ligado à sua conta Google, também pode escrever “encontrar o meu telemóvel” no Google. Se o seu dispositivo perdido tiver acesso à internet e a localização estiver ligada, poderá localizá-lo.

Uma das grandes características aqui é que você pode bloquear o dispositivo e escrever uma mensagem com um número de telefone acompanhante. Assim, se alguém encontrar ou tiver o seu dispositivo, tudo o que tem de fazer é carregar no botão Ligar-me na tela para ligar para o número de telefone especificado. Você também pode optar por tocar um som ou apagar o telefone remotamente se você não tiver outra escolha.

Como interpretar o meu ascendente? Saiba o que ele quer dizer

No último post ensinamos a como calcular o ascendente baseando-se no seus signo sol. Lá você vai entender de uma vez por todas como interpretar o seu mapa astral. Mas certamente quer saber mais informações do que significa o seu ascendente.

Agora que você já sabe qual ele é segue uma lista com as características dos ascendentes de cada signo e como isso pode influenciar na sua personalidade e forma com que se apresenta para o mundo.

Ascendente Touro

Ai, ascendente em Touro… você é um ‘heartbreaker’! Você tem esse “não sei o quê” que faz com que todo o mundo virar a cabeça quando passas. E se amo, para que negá-lo. O seu caso são as profissões com talento, como a dança ou a cozinha. Além disso, você odeia que te mudem os planos, já que você é muito teimoso. Você está seguro de que não é Touro com ascendente Touro?

Ascendente Gêmeos

Se há algo que se caracteriza é que você está sempre fazendo gestos com as mãos, quando fala com as quais centenas? você milhares? de pessoas que você conhece, graças a seu dom para socializar. Você é muito curioso e tudo o que te rodeia te parece interessante. Não obstante, isso pode fazer com que te custe comprometer-se com alguém ou algo.

Ascendente Câncer

Se considerada a ‘mãe’ do grupo, graças ao que você sempre tem uma palavra de apoio para os seus amigos. Você é meiga, sensível e você se preocupa muito com os outros. Pura empatia! No entanto, não é assim com todo mundo, já que prefere se aproximar de forma cautelosa a pessoas desconhecidas. Mas uma vez removido o casco, é todo amor.

Ascendente Leão

A essência do leão é tão poderosa que, mesmo que o seu signo do zodíaco seja contrário a Leão, chamas a atenção de todos os que te cercam com sua luz e vitalidade inatos —e isso que eu te amo. Não obstante, isso não significa que sejas bondoso, humilde e generoso. Ao contrário! Você adora socializar e ajudar os outros em tudo o que necessitarem. O melhor de cada casa.

Ascendente Em Virgem

Não lhe escapa um! Está sempre com um olho observando tudo o que há ao seu redor, com dois objetivos muito claros: controlar tudo e verificar que todo o mundo está confortável. Destacas por sua humildade e sensibilidade, apesar de muitas vezes você quente da boca de criticar o que não gosta, já que não suportadas a hipocrisia. Raio x finalizada.

Ascendente Libra

Encantador é o seu segundo nome. Você é esperto e gosta que o mundo esteja em harmonia. No entanto, como se costuma parecer bem tudo o que fazem os outros —já que não julga ninguém— é muito possível que idealices a pessoas, que depois se decepcionou. Mas não altere neste aspecto, se torna único e especial.

Ascendente Escorpião

Você é o típico exemplo de andorinha, andorinha e andorinha tudo aquilo que eu não gosto, até que explotas. Por quê? Você tem pinta de ‘tipa dura’. Possui presença, um olhar penetrante e, às vezes, podem dar por borda. Não obstante, todos sabemos que guarda um coração aí embaixo cheio de amor e arco-íris.Ascendente Sagitário

‘A vida é um carnaval’ é o seu estilo de vida. Você é extrovertida, animada e inspira até ao próprio Pinterest, fonte de inspiração por excelência. Além disso, você tem a típica flor no cu que faz com que quase tudo te vá bem. Você pode pedir algo mais? Sim, Claro! Você faz ‘thank u, next’ para tudo o que não se gosta com (talvez) muita facilidade. Mais eu quero ser como tu.

Ascendente Capricórnio

Você Se dá bem com a música? É graças ao seu ascendente em o astro. Ao igual que essa sensatez, seriedade e responsabilidade que sabe tirar da maga quando mais precisa. Isso sim, muitas vezes, não está de mais baixe um pontinho de retidão. Os que estão ao seu redor agradecer.

Ascendente Aquário

Você foi pego. Esse pontinho alternativo/passo de tudo não é no sentido de que todos pensam. Vale o que você é original, muito extravagante e quer o diferente do convencional. Mas é por causa da essência e visão de mundo que você tem: uma sociedade forte e humanitária. Seja você mesma sempre.

Ascendente Peixes

#Fluindo seria seu TT, dia após dias. Sabe acondicionarte a todas as situações que se ponham por diante, de se tornar a alma de uma festa estilo ‘Project X’, ao manter a compostura no evento mais chato e formal do ano. Além disso, você é tão carinhoso e cortês amizade que ficou tanta magia, que se consideram quase uma criatura sobrenatural.

Como saber meu ascendente? Entenda como funciona e como calcular

A astrologia define a sua personalidade de acordo com o seu signo, quer dizer que estuda as semelhanças de todos aqueles que, como você, nasceram sob um céu astral semelhante. Muitas combinações diferentes determinam a nossa maneira de ser e de lá a complexidade de uma carta astral. Quer saber tudo sobre seu signo, você se encontra no lugar indicado.

Assim que já saber como funciona o sistema de Signos por Mês basta partir para o cálculo do ascendente, que deverá ter algumas intervenções na personalidade do seu signo Sol, o que realmente mostra como você é e não como se mostra para os outros.

O que significa o signo ascendente e como ele influencia na interpretação da sua personalidade?

Além de seu signo solar em seu tema natal determina também o seu signo ascendente, ou seja, o sinal que se encontra no horizonte em seu céu no momento de seu nascimento. Este sinal indica a sua maneira de interagir com os outros. Representa o que projeta come pessoa perante aqueles que te rodeiam. Também pode determinar a sua aparência física. Seu Ascendente afeta a sua vida amorosa e mostra a razão por que você pode se sentir atraído/a por um Signo Solar totalmente incompatível.

Planeta regente

Você sabia que cada signo do zodíaco tem um planeta regente? Um planeta que transfere suas particularidades e características, e cuja influência não pode ser ignorado. Tens a força de Marte, a inteligência de Mercúrio, a sutileza de Vênus ou o carisma de Plutão, talvez seja A Lua, o astro que se rege.

Os melhores tarô, astrólogos e numerólogos à sua disposição imediatamente e em privado. Resolvido o quanto antes as suas dúvidas sobre o futuro.

Ascendente vs. signo do zodíaco

A primeira coisa a saber é a diferença entre signo e ascendente. Um é a constelação em que se encontrava o Sol quando nasceste. É dizer, o seu aniversário é o dia x do mês x, o que é x sinal. Você é de Aquário, porque o Sol estava Aquário quando respiraste fora do útero, pela primeira vez, e isso representa “a nossa personalidade básica do dia-a-dia. A identidade que surge com as pessoas que realmente nos conhecem”, explica a especialista.Mas, por que é tão importante o seu signo ascendente? Muito simples. A sua carta astral —a representação da posição dos planetas e estrelas no momento em que nasceste— se dividido em doze casas ou frações, as quais representam uma área diferente de sua vida.

Uma vez que você tenha entendido isso, conhecer o seu signo ascendente é muito fácil. Você só tem que saber o local, a hora e a data de seu nascimento. Depois, você deve procurar na tabela que aparece abaixo do seu signo e enquadrá-lo com o intervalo horário. Pronto! (você também pode usar uma calculadora de ascendente).

Te tem tocado o primeiro sinal da roda astral, o que significa que você é forte, direto e seguro de si mesmo. Seja qual for o ponto que você represente, você é uma pessoa que vai direto ao ponto e não se esconde atrás dos outros para dar seu feedback. Além disso, como o número um, se gostam de liderar, e você é muito empreendedor.

cortina-blecaute

Cortina blecaute na sala?

A cortina para sala blecaute é uma excelente solução para quem busca uma forma de cortar a luz externa e garantir um ambiente agradável e com mais privacidade.

Mas, o que é e como funciona a cortina para sala com blecaute? A seguir, damos essas informações e outras sobre esse tipo de cortina. Confira e entenda como ela pode lhe ajudar!

 

O que é a cortina blecaute?

Trata-se de uma cortina feita com material mais grosso, como o PVC, poliéster e algodão. Por isso, é capaz de bloquear a entrada da luz externa, garantindo um ambiente mais escuro e agradável.

Justamente por isso, a cortina blecaute sempre foi utilizada em quartos, para contribuir com uma boa qualidade do sono, evitando despertar assim que amanhece.

Mas, o uso do blecaute não se limita a somente esse ambiente: dá para utilizá-lo na sala a aproveitar uma série de benefícios no dia a dia, sobretudo ao assistir a filmes.

 

Benefícios da cortina blecaute na sala

E quais seriam, exatamente, os benefícios proporcionados pela cortina para sala blecaute? Listamos os principais para exemplificar o que é possível obter ao utilizá-la:

 

  • Bloqueio da luz externa, o que possibilita assistir a filmes, séries e seus programas favoritos sem reflexos / interferências da luminosidade;
  • Retenção do calor proveniente do ambiente externo, contribuindo para o conforto térmico da sala;
  • Melhora da acústica do cômodo, porque a cortina blecaute é mais grossa e consegue abafar parte do ruído externo;
  • Mais privacidade, evitando que vizinhos vejam o que se passa na sala.

 

Como comprar cortina blecaute para sala?

Existem algumas dicas especiais para acertar na compra da cortina para sala pequena ou grande. O segredo é sempre medir a janela, para escolher um modelo que a cubra perfeitamente.

Além disso, compre cortina para sala grande blecaute numa cor neutra ou que seja semelhante a um tom utilizado no restante da decoração, o que garantirá um visual harmonioso.

Nova Lei de Bases e Diretrizes do Brasil – Saiba como funciona

Durante o período de seis anos 1995-2000, um conjunto de novas políticas educacionais foi aplicado no Brasil em todos os níveis de ensino, o que elevou o número total de estudantes para quase 55 milhões. Como resultado, houve uma forte expansão do ensino fundamental, cujo número de graduados cresceu 50,1% entre 1994 e 1999. No mesmo período, os graduados do ensino médio aumentaram 67,8%.

Paulo Renato Souza, Ministro da Educação do Brasil, analisa as recentes conquistas da educação brasileira em artigo publicado pela Revista CEPAL. Segundo ele, aqueles que buscam ascensão econômica e social, bem como a própria economia – cada vez mais urbanizada e complexa e mais exposta à concorrência externa – atualmente exercem forte pressão para melhorar as condições educacionais.

Mudanças na Lei de Diretrizes e Bases da Educação

O sistema educacional brasileiro é predominantemente público, exceto no nível superior, e possui caráter diversificado e descentralizado. A nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional redefine as responsabilidades de cada sistema educacional (federal, estadual e municipal) e confere à escola maior autonomia, torna o conteúdo mais flexível e estimula a qualificação da profissão docente. De fato, estipula que até o ano de 2007 todos os professores básicos deverão ter ensino superior.

A lei desencadeou um amplo processo de municipalização do ensino fundamental e do estado do ensino médio. O esforço do governo federal agora está focado em promover a expansão da qualidade das oportunidades educacionais. Destina-se especialmente à população em idade escolar, mas também busca garantir oportunidades de renda para quem não teve acesso à educação em idade adequada.

Alguns programas têm sido particularmente bem-sucedidos, como o Alimentação Escolar, chamado de ‘lanche escolar’, que fornece uma refeição diária para 36 milhões de crianças na escola primária e pré-escolar durante os 200 dias do ano letivo. Muitos diretores de escola acreditam que o lanche da escola é a principal refeição do dia para a maioria dos alunos.

Da educação infantil ao ensino superior no Brasil – Disciplinas, Currículo e Idades

Foi demonstrado que mais da metade da população é analfabeta funcional, ou seja, cerca de 68% da população tem dificuldade em ler e 7% é analfabeta total. Em teoria, o governo brasileiro oferece educação gratuita e obrigatória de 6 a 14 anos, embora seja preferível frequentar centros privados.

A educação no Brasil é controlada principalmente pelo governo federal, então os governos locais estabelecem programas educacionais. O sistema de ensino obrigatório é dividido em dois blocos principais: educação básica e educação superior, embora exista uma educação prévia opcional. No caso das estatais (prefeitura e estaduais) a inscrição pode ser feita online com a ajuda do passo a passo que consta em: http://matriculaescolar2020.com.br/ para cada cidade.

Educação Infantil

Conhecida loucamente como Educação Infantil é completamente voluntária. Existem duas opções:

Creches maternas ou públicas para crianças de 2 a 5 anos. É basicamente um jardim infantil onde as crianças aprendem a socializar.

Jardim para crianças de 3 a 6 anos, com uma abordagem mais acadêmica.
Para determinar a melhor opção, as escolas brasileiras se reúnem com os pais e a criança e, dependendo das habilidades acadêmicas e sociais da criança, é decidido. Ambos os centros são gratuitos.

O único curso obrigatório de educação pré-escolar é o último, chamado de “aulas de alfabetização.

 

Educação básica no Brasil

A escolaridade no Brasil é obrigatória para crianças entre 6 e 14 anos, durante as quais os alunos devem estudar um segundo idioma, geralmente espanhol, inglês ou francês. A prática usual, tanto em escolas públicas quanto privadas, agrupa as crianças de acordo com a idade, embora os alunos que demonstram um nível mais alto possam ser colocados em um nível mais alto. No final do ano acadêmico, os alunos terão que fazer um exame para determinar se passam para o próximo curso ou não. Esta educação básica é dividida em duas etapas:

Ensino fundamental I (ensino fundamental I): de 6 a 10 anos. Os alunos têm apenas um professor e aprimoram suas habilidades em matemática, português, ciências, artes, história, geografia e educação física.

Ensino fundamental II (Ensino Fundamental II): de 11 a 14. O conhecimento adquirido é reforçado e ampliado e pelo menos uma outra língua é estudada.
Existem algumas escolas particulares no Brasil, incluindo as religiosas, que dividem o ano acadêmico em níveis de capacidade acadêmica por classes, no entanto, essa prática é cada vez menos comum.

Educação secundária (Ensino Médio)

Existem três cursos não obrigatórios de 14 a 17 anos, em que os estudantes são preparados para o ensino superior, geralmente para a universidade pública. Os cursos são ministrados, tanto na escola particular que os alunos frequentaram quanto em centros específicos onde eles preparam os alunos para os exames de admissão na universidade. Depois que os alunos passam, eles obtêm um certificado do Ensino Médio.

Existe a possibilidade de cursar o ensino médio técnico por mais quatro anos, focado no mundo do trabalho, obtendo um certificado técnico de nível médio.

Preço médio das matrículas e custos para estudar no Brasil

As escolas públicas no Brasil são gratuitas, mas as taxas das escolas particulares podem custar entre 500 e 1500 reais por mês, embora as escolas internacionais credenciadas possam custar milhares de dólares por mês. Além disso, deve-se ter em mente que as escolas particulares cobram uma taxa de inscrição que corresponde ao pagamento mensal; portanto, será necessário fazer 13 pagamentos mensais por ano.