tecnologia da informação

Perfil de profissional de gestão da tecnologia da informação

Se você está pensando em iniciar um curso de gestão de tecnologia da informação precisa conhecer mais sobre o perfil desses profissionais e o que o mercado de trabalho vai esperar de você, depois de formado. Esse curso tem como objetivo preparar o aluno tanto para a administração de software, banco de dados, mas também para a gestão de pessoas, com foco na melhoria e otimização de processos.

Sendo assim, o profissional de gestão de tecnologia da informação precisa ter um perfil multifacetado. Já que durante o curso, terá acesso tanto às matérias da área da administração, quanto às disciplinas ligadas à computação, aliando a teoria à prática. Ou seja, você precisa saber disso antes mesmo de iniciar o seu curso e estar preparado para desenvolver habilidades nessas duas áreas. Afinal, é esse o perfil mais procurado pelo mercado de trabalho.

Atualmente, pode-se dizer que a área de TI é um parte muito importante no fluxograma de diferentes empresas e o destaque deste setor é o profissional de gestão de tecnologia da informação. Ele é responsável, por meio das perspectivas gerenciais, criar métodos e ferramentas para os processos de uma companhia. Assim como, planejar e organizar o uso de cada tecnologia de uma maneira inteligente, garantindo assim maior crescimento e competitividade para as organizações.

 

Como é o curso de gestão de tecnologia da informação

Se você ficou interessado pela área e acha que se encaixa no perfil exigido para os profissionais de gestão de tecnologia da informação, precisa saber mais sobre o curso. Normalmente, o curso de tecnologia possui de dois a dois anos e meio de aprendizagem. Durante esse tempo, o aluno contará com matérias como:

 

– Introdução à Computação
– Matemática Aplicada
– Algoritmos e Programação
– Comunicação Empresarial
– Gestão de Governança em TI
– Estrutura de Dados
– Sistemas Operacionais
– Redes de Computadores
– Modelos de Gestão
– Arquitetura e Organização de Computadores
– Gestão de Pessoas
– Engenharia de Software
– Direito Empresarial
– Gestão da Segurança da Informação
– Gestão de Projetos
– Cálculo (diferencial e Integral)
– Lógica de Programação
– Infraestrutura de TI
– Gerenciamento de Banco de Dados
– Gestão de Tecnologia da Informação
– Sistemas Inteligentes
– Administração Financeira
– Empreendedorismo
– Segurança e Auditoria de Sistemas

 

Lembrando que essa lista de matérias é apenas uma prévia do que o aluno verá durante o curso de gestão de tecnologia da informação. Além da teoria, o estudante também terá que desenvolver trabalhos e resolver provas sobre os assuntos, precisando alcançar uma média para ser considerado aprovado. E essa base de ensinamento vale tanto para os cursos presenciais quanto para o método EAD.

Aliás, o curso a distância pode ser um boa forma de ter acesso a conteúdo de qualidade sobre o assunto, mas ainda conseguir economizar com a mensalidade. Afinal, o curso EAD tende a ter valores mensais 50% menores do que os de um curso presencial. Sem contar que o aluno não precisa gastar um valor extra com deslocamento até a instituição de ensino e nem perder mais algumas horas no trânsito. E no final do curso, o diploma é o mesmo do presencial, sem distinções.

curso serviço social ead

O que faz um assistente social?

Antes de saber o que faz um assistente social, é importante ressaltar que para exercer a profissão é necessário ser formado em um curso de serviço social, seja ele presencial ou a distância (serviço social ead). Em média a graduação nesta área dura quatro anos e pode ser cursada em apenas um período do dia (manhã, tarde ou noite). Isso permite que você possa conciliar os estudos com uma atividade remunerada. E fique atento, pois a partir do terceiro ano da formação acadêmica de assistente social, você precisará fazer um estágio obrigatório dentro da área do curso de serviço social ead.

Primeiramente, é importante que você saiba que um curso de serviço social tem o objetivo de formar assistentes sociais aptos e interessados em planejar, implementar, coordenar e avaliar as políticas e projetos sociais com o intuito de auxiliar a sociedade. Além disso, mesmo que você opte por uma graduação em serviço social ead o escopo pedagógico do curso é planejado com o objetivo de desenvolver em seus alunos a compreensão crítica de problemas sociais que se relacionam com os movimentos e demandas populares.

Assim sendo, um profissional formado em um curso de serviço social tem como objetivo auxiliar as pessoas que de alguma forma não possuem total acesso à cidadania, ajudando-os a resolver problemas ligados a educação, habitação, emprego, saúde, entre outros. É uma profissão voltada para a promoção do bem-estar físico, psicológico e social, ou seja, voltada para o lado assistencial da sociedade.

Por outro lado, o assistente social pode trabalhar em empresas privadas, órgãos públicos e organizações não governamentais (ONGs) fazendo a orientação, acompanhando pessoas e desenvolvendo programas de assistência dirigidos a diferentes públicos como por exemplo crianças em situação de risco, populações com poucos recursos financeiros ou afetadas por catástrofes naturais, idosos, entre outros.

Dessa maneira, dentro do setor privado há muitas probabilidades para quem cursa uma faculdade de serviço social ead, os profissionais podem atuar em escolas; faculdades; centros de saúde; sindicatos; entidades filantrópicas; creches; consultorias. Atualmente existe ainda possibilidade de aparecer uma vaga para exercer o trabalho de assistente social com pessoas refugiadas no Brasil, seja com serviço de apoio em centros de cuidado; entidades filantrópicas; ou até mesmo em centros educacionais.

Em resumo, as vagas de emprego para assistentes sociais que atuam no setor público são bem diversificadas, porém é importante ressaltar que geralmente será necessário fazer uma prova de concurso público para ingressar nessas instituições.  Entre as principais áreas de atuação públicas temos as escolas; conselhos de direitos e de gestão; administrações municipais, estaduais e federais; serviços de proteção judiciária; redes de serviços sociais do governo e hospitais.

Por fim, como mencionamos anteriormente, existe a possibilidade de quem realiza um curso de serviço social atuar no terceiro setor da economia, que é onde estão as Organizações Não Governamentais (ONGs). Essas entidades civis não possuem fins lucrativos e trabalham com atividades relacionadas aos temas sociais de que se ocupam as políticas públicas de saúde, educação, segurança pública, habitação, entre outras.