Quanto se paga de IPVA no Brasil? Confira aqui as taxas atualizadas

O IPVA (Imposto sob Propriedade de Veículo Autônomo) é um dos impostos mais custos aos brasileiros quando o assunto é ter um carro. E a taxa não é só para quem compra um zero quilômetros, mas implica a todos os veículos registrados com até 30 anos de fabricação – o que inclui ônibus, caminhões, aeronaves e até jetski.

Os valores são cobrados pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de cada estado e podem ser obtidos os boletos por meio do ipva.org. Entretanto, quem gerencia mesmo o dinheiro é a Secretaria de Fazenda de cada localidade do Brasil.

Se engana quem acha que o valor dos impostos recolhidos é usado somente na manutenção de rodovias. Conforme determina as leis de diretrizes orçamentárias o recolhimento pode ser usado para investir em qualquer projeto, o que deve ser definido pelos legislantes de cada estado até um ano antes no orçamento do ano.

Isso quer dizer que as parcelas caras do seu IPVA podem estar sendo usadas para a construção de uma nova creche – e não necessariamente tapar um buraco na rua.

Quanto se paga de IPVA no Brasil

Cada ano as alíquotas variam e são novamente divulgadas pelos estados. Entretanto, os valores médios da taxa são de 1% a 4% sobre o valor do carro. Para saber qual é ele usa-se a tabela FIPE como indicador.

No valor da Tabela FIPE os preços são calculados baseando-se no valor de mercado do veículo. Por isso, toda vez que passa um ano ou alterações no documento do veículo poderão trazer mudanças nos valores devidos de IPVA.

A taxação também é diferenciada por categoria de veículo. Em geral, quem transporta passageiros tende a pagar mais caro do que quem tem somente utilitários.

Confira o valor aproximado em cada um dos estados:

  • Acre – 2% – R$ 783,08
  • Alagoas – 2,75% – R$ 1.076,74
  • Amazonas – 2% – R$ 783,08
  • Amapá – 3% – R$ 1.174,62
  • Bahia – 2,5% – R$ 978,85
  • Ceará – 2,5% – R$ 978,85
  • Distrito Federal – 3,5% – R$ 1.370,39
  • Espírito Santo – 1% – R$ 391,54
  • Goiás – 3,75% – R$ 1.468,28
  • Maranhão – 2,5% – R$ 978,85
  • Minas Gerais – 4,0% – R$ 1.566,16
  • Mato Grosso – 2% – R$ 783,08
  • Mato Grosso do Sul – 3,5% – R$ 1.370,39
  • Pará – 2,5% – R$ 978,85
  • Paraíba – 2,5% – R$ 978,85
  • Paraná – 3,5% – R$ 1.370,39
  • Pernambuco – 3% – R$ 1.174,62
  • Piauí – 2,5% – R$ 978,85
  • Rio de Janeiro – 4,0% – R$ 1.566,16
  • Rio Grande do Norte – 3% – R$ 1.174,62
  • Rio Grande do Sul – 3% – R$ 1.174,62
  • Rondônia – 2% – R$ 783,08
  • Roraima – 3% – R$ 1.174,62
  • Santa Catarina – 2% – R$ 783,08
  • Sergipe – 2,5% – R$ 978,85
  • São Paulo – 4,0% – R$ 1.566,16
  • Tocantins – 2,5% – R$ 978,85

Para se fazer o cálculo foi usado como base o Onix Chevrolet Joy 1.0 zero km de janeiro de 2018 que tem o valor na Fipe fixado em R$ 39.154,00. O mesmo modelo é um dos mais vendidos no país desde 2016.

Como receber desconto

Quem pagar as parcelas em dia pode ganhar descontos e o pagamento à vista pode resultar em desconto de até 10% em alguns estados do Brasil. Entretanto, as parcelas são determinadas por cada Estado e devem ser divulgadas anualmente.

Outra forma de conseguir pagar a taxa em dia é usar os fundos da sua nota premiada como a Nota Paulista, Nota Carioca, Nota Gaúcha ou Nota Curitibana. Em qualquer local existe a possibilidade de usar os débitos para desconto do valor do IPVA – e sem precisar fazer transações financeiras complexas.